Vila Valério realiza testes rápidos em trabalhadores que chegam para colher café

De 133 pessoas que vieram de fora do Estado, 38 testaram positivo e estavam assintomáticos.

O período da colheita de café está em fase inicial nas lavouras do interior do Espírito Santo. Nessa época do ano, milhares de trabalhadores de estados vizinhos, como Bahia e Minas Gerais, cruzam a divisa para atuar na colheita.

Por conta da pandemia do coronavírus, medidas precisam ser adotadas pelos municípios para evitar o aumento na transmissão do vírus, por conta do fluxo maior de pessoas pelas cidades. Pensando nisso, a Prefeitura de Vila Valério decidiu testar os trabalhadores que estão chegando para atuar nas lavouras de café.

A secretária de Saúde da cidade, Cazuza Rossini, afirmou que a equipe da pasta realizou a testagem de 133 pessoas que vieram de fora do Estado para trabalhar na colheita de café e 38 desses trabalhadores tiveram resultado positivo para Covid-19, porém, todos estavam assintomáticos.

“Estamos fazendo os testes rápidos assim que ficamos sabendo que chegam novos trabalhadores que vêm colher café. Nossa preocupação é identificar rapidamente e tomar as medidas necessárias para isolar pessoas que testarem positivo para evitar ao máximo a proliferação do vírus. Precisamos nos adaptar à nossa realidade. Outra preocupação é em relação às novas variantes que ainda não temos registros aqui em Vila Valério e queremos evitar que ela passe a circular por aqui também”, disse a secretária.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou que os municípios devem realizar ações de monitoramento geral da população e também daquelas que migram para seus territórios, mesmo que temporariamente.

A CDL de Vila Valério acompanha o problema

Na manhã dessa sexta-feira (30), estiveram reunidos a vice-presidente da CDL Vila, Valério Alessandra Martins de Oliveira, o Sr. James De Nadai Silva, representando o comércio de Vila Valério, juntamente com a secretária de saúde, Cazuza Z. R. Roberti, para uma reunião com pauta sobre as testagens dos apanhadores de café de outros municípios que estão sendo contabilizadas dentro do município.

A secretária de saúde informou que estão sendo feitos as testagens dessas pessoas e que é muito importante a realização destes testes nos apanhadores de café, para o melhor controle da disseminação da doença.

A Secretária de saúde disse que os casos positivados de pessoas de fora, aparecem no boletim da cidade, mas não são contabilizados nele e sim nos municípios dessas pessoas.

Ressaltou que o que aumenta o risco do município não são os números de casos positivados e sim as internações dentro do município, porque depende de vaga em UTI, frisou que as pessoas que estão internadas não são pessoas de fora e sim pessoas que residem no nosso município e que os apanhadores de café que foram testados na semana passada, 38 positivaram sendo que só 02 tinham sintomas leves, ou seja, sem necessidade de internação.

A secretária disse também que não é intenção da prefeitura fechar ou prejudicar o comércio com estas testagens, é sim controlar para que os casos da doença não aumentem com a chegada dessas pessoas que circulam dentro do município.

A secretária de saúde pediu que o comércio continue com todas as medidas de prevenção e a conscientização dos seus colaboradores e clientes, para com o uso de máscara dentro dos estabelecimentos, assim como o uso do álcool em gel e das medidas de distanciamento.