O caso ainda está em fase de análise pela 1ª instância. Os “réus” não foram intimados para apresentar suas defesas pelo fato da ação ter sido protocolada no dia 17 de fevereiro de 2020.

De acordo com uma das partes do processo, o prefeito, Robinho Partelli, busca danos morais após diversos enfrentamentos entre os moradores e membros da gestão pública em um grupo de WhatsApp.

A nossa reportagem entrou em contanto com Prefeito de Vila Valério e ele enviou uma nota com esclarecimentos.

Nota do Prefeito

“O que me levou a tomar essa decisão foi o fato de estar sendo alvo de injúrias, calúnias e difamações, o que já vem ocorrendo a algum tempo. As ofensas e graves acusações ocorreram através de Whatsapp e viralizaram em toda a cidade, afetando de forma gigantesca a minha vida pessoal.

Essa decisão nada tem a ver com a administração em si, mas sim com o abalo moral que eu, como pessoa, venho sofrendo.

Agindo dessa forma espero inibir que tais situações continuem ocorrendo e que o sentimento de impunidade continue existindo.

Neste caso, não se trata de limitar o direito de expressão, garantido pela Constituição, mas além de ser ofendido de várias formas, fui acusado gravemente e sem prova alguma. Isso não pode ser admitido.”