Os associados do Sicoob no Espírito Santo receberam no último dia do ano passado uma remuneração sobre o capital social que cada um mantém na instituição financeira cooperativa.

O valor depositado no último dia 31 foi superior a R$ 55 milhões e 400 mil reais.

Entrevista com Gilmar Geraldo Paixão, gerente do Sicoob


O gerente Gilmar Geraldo Paixão do Sicoob de Nova Venécia, destacou que a remuneração equivale a 100% da Selic (taxa básica de juros estabelecida pelo Banco Central) acumulada ao longo de do ano

Gilmar esclareceu que o capital social é um depósito realizado quando pessoas ou empresas abrem suas contas em uma cooperativa, e pode ser movimentado de acordo com as regras estabelecidas no estatuto da instituição financeira.

“Com o pagamento de juros, o Sicoob estimula a ampliação do capital social, que é fonte de recursos para operações de médio e longo prazo realizadas pelas Cooperativas”, ressaltou.

A remuneração do capital social é praticada desde 2007 e válida para as instituições filiadas ao Sicoob no Espírito Santo, às quais são associadas mais de 300 mil pessoas físicas e jurídicas.

A medida revela a importância da participação dos sócios no crescimento da instituição que, sendo donos do negócio, contribuem para os resultados e ainda usufruem dos ganhos.

Esse valor é apenas parte dos resultados, pago no limite máximo estabelecido pela Legislação.

O Sicoob é o maior sistema cooperativo de crédito do País. Aberto a empresas e a pessoas físicas, trabalha com produtos e serviços bancários por preços menores do que os do mercado.

Os associados, que são donos do negócio, têm a mesma segurança que os clientes de bancos convencionais, pois a instituição assegura cobertura de R$ 250 mil por cliente.

Terceira maior rede em pontos de atendimento do Estado, o Sicoob ES opera em 66 municípios capixabas, com 93 agências, e tem três no Rio de Janeiro. O sistema atua em todo o Brasil, com 2,3 mil unidades e 3 milhões de associados.