Entrevista | Secretária de Saúde de Aracruz fala sobre o aumento da Covid-19 no município

No mês de agosto o município de Aracruz registrou 326 casos de Covid-19. Já em setembro foram 589 novos casos. Um aumento de 80,68%.

A secretária municipal de saúde de Aracruz, Rosiane Scarpatt Tóffoli, concedeu entrevista exclusiva ao portal Nova Onda Online, falando sobre o aumento no número de casos no município.

O aumento no número de casos preocupa a Secretaria Municipal de Saúde?

Sim, porque as pessoas estão criando uma falsa impressão de que tudo chegou ao normal, não usando máscaras, aglomerando, optando por não tomar a vacina e são esses os maiores transmissores da doença.

Mesmo com a vacinação, podemos chegar ao moderado risco?

A possibilidade é pequena, pois para o município ir para o risco moderado precisa chegar a 6 óbitos, nos últimos 14 dias. Até o momento estamos com 2.

O comércio está preocupado com as festas de fim de ano. Corremos o risco de mais restrições?

Todo meio comercial se preocupa, pois são os mais prejudicados quando há restrições. Os comerciantes têm sido grandes parceiros nas ações de combate ao COVID, mas dependemos mais da conscientização da população porque se o cidadão não fizer a sua parte qualquer ação realizada será em vão.

Quais ações estão sendo feitas a respeito?

A fiscalização de postura tem realizado fiscalização nos bares, eventos e até mesmo em residências onde há denúncias de festas clandestinas com aglomerações.

A secretária de saúde tem realizado intensificação de ações de vacinação, além do monitoramento de casos positivos de COVID.

Como anda o nível de internações de pacientes de Aracruz por covid-19?

Estamos com 6 pacientes internados no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves.

É possível determinar a variante que está por trás da maioria dos casos confirmados?

Não. Porque o órgão competente para análise das amostras coletadas é a SESA e a mesma não tem divulgado aos municípios qual variante circula no território.