Diretora do Hospital de BSF fala sobre acidentes com escorpiões e cuidados que devemos tomar

Uma criança foi picada por um escorpião, na noite desta quinta-feira (17), por volta das 22h20, na Vila Luciene, em Barra de São Francisco. A vítima, uma menina, de apenas 10 anos de idade, foi atendida no Hospital Dr. Alceu Melgaço Filho. Ela estava estável, ficou de observação e foi liberada nesta sexta-feira (18).

Todos os anos escorpiões costumam surgir nas áreas urbanas, o que aumenta significativamente a quantidade de acidentes relacionados ao veneno do inseto. Nossa reportagem entrevistou a Dra. Lorena Teixeira Chipolesch Lacerda, Diretora Geral do Hospital Dr Alceu Melgaço Filho, de Barra de São Francisco, que falou um pouco mais sobre o assunto.

“Os escorpiões gostam de se esconder em materiais de construção, caixas de esgoto, entulho, frestas e buracos em paredes, além de caixas de fiação elétrica, de telefone e tomadas abertas. Para evitar o surgimento deles é importante colocar telas de proteção na janelas, ralos, aqueles rodinhos de vedação nas portas”. disse a diretora.

“Em caso de acidente com esse animal a conduta é conduzir o paciente imediatamente ao Pronto Socorro para que receba o atendimento médico pois trata-se de uma demanda urgente. Lá será avaliado sobre a necessidade de fazer o bloqueio para alívio da dor ou ainda sobre a prescrição do soro anti escorpiônico.” alertou Lorena.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Barra de São Francisco, em caso de picada de animal peçonhento, seja ele escorpião, cobra ou aranha, o importante é encaminhar a vítima o mais rápido possível ao atendimento médico hospitalar, seja de carro, ambulância ou resgate dos bombeiros.

Escorpiões gostam de locais escuros, quentes e úmidos. Eles se alimentam de baratas, grilos e outros pequenos animais. Veja alguns cuidados para evitar acidentes e para que esses animais não fiquem ao redor das casas.

Cuidados

  • Manter os quintais e jardins limpos – sem acúmulo de folhas secas e lixo;
  • Eliminar as fontes de alimento para os escorpiões, como baratas, aranhas e grilos;
  • Remover periodicamente materiais de construção e lenha armazenados;
  • Limpar os terrenos baldios próximos aos imóveis;
  • Acondicionar o lixo domiciliar em sacos plásticos ou outros recipientes apropriados e fechados;
  • Evitar queimadas em terrenos baldios, pois essa prática desaloja os escorpiões;
  • Rebocar as paredes internas e externas para não apresentarem frestas;
  • Colocar telas nas aberturas dos ralos, pias ou tanques;
  • Manter todos os pontos de energia e telefone devidamente vedados.