A troca aconteceu no Hospital Roberto Arnizaut Silvares. A história só foi descoberta quando a família do ex-vereador, Marcos Jácome, de 64 anos, foi informada pela funerária que o corpo não estava mais no hospital.

Slider

Segundo informações, a funerária foi ao hospital em São Mateus para fazer o translado do corpo. O funcionário da funerária fez uma verificação visual e constatou que o corpo já havia sido retirado por outra funerária, que foi contratada para levar uma mulher, falecida na mesma data, para Boa Esperança.

O erro, supostamente, teria sido da falta de conferência por parte do hospital, somado a desatenção do funcionário da funerária que não leu a identificação que acompanhava o corpo.

Os parentes do ex-vereador foram até Boa Esperança, onde o corpo foi localizado. A família agora aguarda o translado para Nova Venécia, onde será sepultado.

O corpo da mulher que faleceu, moradora de Boa Esperança, aguarda pela funerária no Hospital de São Mateus.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) confirmou que o erro aconteceu no momento da retirada do corpo do necrotério do hospital. O corpo do ex-vereador foi retirado no lugar de Rosicléia Moreira dos Santos Oliveira, que faleceu no domingo (28).

A direção do Hospital Estadual Roberto Arnizaut Silvares (HRAS) pediu desculpas, lamentou o ocorrido e esclareceu que está apurando as causas do fato e dando o suporte necessário aos familiares.

A Secretaria de Estado da Saúde disse que abrirá Processo Administrativo Disciplinar para apurar e responsabilizar os servidores envolvidos.