Concurso da PRF com 1.500 vagas

No dia seguinte à publicação da autorização no DOU, direção-geral do órgão assina portaria que descreve os componentes e competências para governança do concurso

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) publicou, nesta segunda-feira (28), a Portaria DG nº 446, que institui a estrutura de governança para o Concurso PRF 2021. O documento foi assinado pela direção-geral no dia seguinte à publicação, no Diário Oficial da União (DOU), da Portaria SEDGG/ME nº 25.412, que autoriza a realização de concurso público para o provimento de 1.500 cargos de Policial Rodoviário Federal.

De acordo com o documento, a estrutura de governança é composta pelo Diretor-Geral; Diretor- Executivo e Diretora de Gestão de Pessoas; pela Comissão Nacional para o Concurso PRF; e ainda por grupos de trabalho para gestão do certame em cada uma de suas fases.

Expedir editais, como o de abertura e o que certificam os resultados finais de cada etapa do concurso é uma das competências do Diretor-Geral trazidas na portaria. A supervisão do concurso e a definição do quadro de vagas para oferta de lotação aos candidatos ao final do Curso de Formação Policial (CFP) são algumas das atribuições da Diretoria de Gestão de Pessoas expressas no documento.

É a Diretoria-Executiva que, dentre outras competências, buscará articular os esforços institucionais e promover o alinhamento das ações com a Estratégia PRF 2020-2028, além de aprovar e implementar a estratégia de comunicação institucional para transparência e promoção do certame. As incumbências da Comissão Nacional para o curso e grupos de trabalho também estão listadas na portaria.