Catarinense, que ficou 56 dias internada no Hospital Dr. Jayme, recebe alta

Depois de 56 dias internada no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra, a paciente Ivanir Terezinha de Almeida, de 70 anos, recebeu alta hospitalar, neste sábado (01). Ela é uma dos cinco pacientes de Santa Catarina (SC), no Sul do País, que vieram ao Espírito Santo para continuidade do tratamento contra o novo Coronavírus (Covid-19).

“Eu agradeço todos os dias ter aceitado vir para cá. Não foi fácil. Ficar longe da família é muito difícil, não saber o que vai acontecer é angustiante. Eu pensava todos os dias que iria morrer, mas o tratamento aqui salvou minha vida. Com 70 anos, eu sou uma nova pessoa hoje e agradeço a todos vocês que me acolheram e cuidaram de mim”, agradeceu Ivanir de Almeida, antes de ir embora.

A solidariedade do Governo capixaba permitiu que a Ivanir e outras 80 pessoas tivessem a garantia do leito de tratamento intensivo e recebessem todos os cuidados necessários, já que os estados do Amazonas, Rondônia e Santa Catarina enfrentavam dificuldades na taxa de ocupação de seus hospitais e unidades de saúde.

A catarinense chegou ao Hospital Dr. Jayme no dia seis de março intubada e em uso de ventilação mecânica. A paciente estava internada em um hospital da cidade de Chapecó, em Santa Catarina, desde o dia 28 de fevereiro em grave estado geral. “Eu não lembro de muita coisa. Me sentia muito mal, tinha muita dificuldade de respirar”, disse.

Ela conta que ao longo dos quase dois meses de internação, o mais difícil foi ficar longe da família. “Aqui, apesar de ter todo mundo por perto, de ter as pessoas para me ajudar e cuidar de mim, de perceber que todos se esforçavam para me dar carinho, não é a mesma coisa. Eu sinto falta dos meus filhos, dos meus netos, quero abraçá-los”, disse.

Ivanir recebeu a notícia da tão sonhada alta hospitalar, nessa sexta-feira (30), e o Governo de Santa Catarina, responsável pela compra e emissão das passagens aéreas, agilizou todo o processo. O voo de Vitória Chapecó saiu às 5h35 do aeroporto Eurico Salles, em Vitória.

Pacientes de outros Estados

Entre os dias 21 de janeiro e 09 de março, o Espírito Santo recebeu 81 pacientes transferidos dos Estados do Amazonas, de Rondônia e de Santa Catarina para dar continuidade ao tratamento contra a Covid-19 em solo capixaba. O acolhimento a esses pacientes aconteceu em detrimento da situação de grave crise sanitária nos estados, com registros de falta de oxigênio aos pacientes, e também necessidade de leitos.

Todos os 81 pacientes permaneceram sob os cuidados dos profissionais do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves e ficaram em leitos de isolamento. O Serviço de Assistência Social ficou em constante monitoramento da evolução do quadro clínico.

Neste sábado (01), com a alta hospitalar da paciente Ivanir Terezinha de Almeira, não há mais nenhum paciente de outros estados internados na unidade. Ao longo desse período, foram 53 altas hospitalares e 28 óbitos.