Aracruz é incluída na Sudene. Município deve se tornar novo polo de atração de negócios no ES

A Câmara dos Deputados derrubou o veto presidencial ao projeto de lei que inclui Aracruz na área de abrangência da Sudene. A rejeição ao veto, que ocorreu durante sessão desta segunda-feira (27), agora precisa passar pelo Senado, mas inclusão é considerada como certa.

A inclusão de Aracruz na área da Sudene deve possibilitar que o município se torne um novo polo de atração de negócios no Estado, favorecendo a atração de empresas e investimentos, promovendo também a geração de empregos de mais qualidade e com melhores salários.

Com uma das melhores logísticas do Estado, que incluem, portos, terminais marítimos, aeroporto, ferrovia e rodovias, o município de Aracruz já é o maior polo químico e naval do ES.

Entre os investimentos já previstos para o município estão a modernização da planta de celulose da Suzano, a ampliação da Portocel e as obras do Porto da Imetame.

Em um futuro próximo, o município pode se consolidar como polo de produção de energia elétrica. Estão previstos a construção de uma termelétrica à gás de 1638 megawatt (o equivalente a produção de 2 turbinas de Itaipu), junto ao Porto da Imetame, e a interligação ao Sistema Interligado Nacional (SIN), no município vizinho de João Neiva.

Segundo a EDP, o novo ponto de interligação com o Sistema Interligado Nacional (SIN) garantirá robustez ao atendimento do Norte do Estado e elevará a capacidade do sistema energético da região, sendo fundamental para ampliar o abastecimento de energia e assegurar o crescimento econômico do ES.

O município conta ainda, no litoral, com um rede de distribuição de gás natural, que atende indústrias e postos de combustíveis.

Aracruz deve ser beneficiada com a privatização da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) e a concessão do Porto de Vitória, já que a empresa que levar o leilão terá direito de explorar o Terminal de Barra do Riacho, espaço visto como promissor no setor logístico.

O Deputado Federal e Vice-Líder do Governo, Evair Vieira de Melo, comemorou a derrubada do veto. “Aonde tem desenvolvimento, tem indústria, tem comércio, tem turismo, tem emprego, geração de renda e dignidade para os capixabas! A nossa luta valeu a pena, somos uma gestão de entregas. Não desistimos até proporcionar o melhor para todos os capixabas. Agora é correr atrás e incluir mais municípios capixabas na Sudene.” disse o deputado.